NETWORK

Levy Economics Institute of Bard College

Organização sem fins lucrativos e apartidária de pesquisa em políticas públicas.

The South Centre

Organização intergovernamental dos países em desenvolvimento que ajuda a conjugar os esforços e competências destes países para promover seus interesses comuns na arena internacional.

INCT/PPED

Programa de pós-graduação em políticas públicas, estratégias e desenvolvimento.

IBRACH

Organização sem fins lucrativos dedicada à educação, pesquisa e debate sobre as estratégias de desenvolvimento da China contemporânea, seu papel e suas iniciativas nas relações internacionais, em particular no que tange ao Brasil e à região da América Latina.

IDEAs

Rede pluralista de economistas progressistas de todo o mundo envolvidos em pesquisa, ensino e divulgação de análises críticas da política econômica e de desenvolvimento.

Frederick S. Pardee Center for the Study of the Longer-Range Future/ Boston University

Centro que realiza seminários e conduz pesquisa interdisciplinar, de interesse político, e orientada para o futuro, que contribuem para melhorias de longo prazo na condição humana.

Financial Institutions for Innovation and Development (FIID)

Projeto que estuda os tipos de instituições financeiras - em termos de governança, organização e operação - que apoiam a inovação no nível da empresa, e as implicações para o crescimento estável e equitativo no nível da economia como um todo.

Rethinking the State

Projeto de vídeos coordenado pela Prof. Mariana Mazzucato (SPRU/University of Sussex).

CEDES

Centro de pesquisa voltado para o estudo das questões sociais, políticas e econômicas da Argentina e da América Latina.

Public Citizen

Organização sem fins lucrativos de defesa do consumidor fundada em 1971 para representar os interesses dos consumidores no Congresso americano.

The Globalist

Revista diária online sobre economia global, política e cultura.

The Global Economic Governance Programme

Um programa de pesquisa que tem como objetivo fomentar o debate sobre a forma como os mercados e as instituições globais podem melhor servir as necessidades das pessoas nos países em desenvolvimento.